Trabalhar e Estudar

– MUDANÇAS

Em 2013, o governo canadense anunciou oficialmente sua decisão em realizar algumas mudanças importantes no programa de Estudo e Trabalho existente no país.
Em resumo, desde 01 de Junho de 2014, foi extinto no Canadá, o programa que combinava o estudo do idioma (Inglês ou Francês), com a oportunidade do estudante de ter uma experiência de trabalho por um período equivalente ao seu tempo de estudo no país.

Não há motivos para se desesperar, pois devido à tantas mudanças, as escolas e o mercado viram a necessidade de se adaptar. Na realidade, nem tudo é má notícia e o programa evoluiu.
Apesar das novas medidas adotadas, o governo também promoveu alterações bastante interessantes que beneficiam aqueles com o interesse de estudar cursos em áreas específicas, o que engloba os cursos em nível superior (graduação, pós graduação, mestrado ou doutorado).

Em outras palavras, de acordo com o modelo atual estabelecido, para trabalhar é necessário que o curso escolhido esteja vinculado ao estudo de alguma área específica. Os estudantes internacionais com o intuito de estudar apenas o idioma (Inglês ou Francês), já não são elegíveis para trabalhar no Canadá.

As escolas vocacionais, mais conhecidas como Career Colleges, bem como as faculdades e universidades que receberam a devida designação do governo, estão habilitadas a oferecer cursos com duração mínima de 6 meses, nos quais o aluno poderá estudar e trabalhar ao mesmo tempo desde o primeiro dia de aula.

– COMO FUNCIONA O NOVO PROGRAMA?

Para poder estudar e trabalhar no Canadá, o aluno deverá estar matriculado em um curso de caráter específico, com duração mínima de 6 meses, em uma instituição devidamente designada pelo governo canadense.
Por ‘’instituição designada’’, entende-se que a mesma atendeu aos requisitos exigidos pelo governo para oferecer programas com duração superior a 6 meses, que requerem o visto de estudos, que neste caso, dá direito ao aluno a trabalhar.
Todas as instituições aprovadas recebem o seu DLI # (Designated Learning Institution Number). Essa é uma informação extremamente importante e que exige atenção por parte do aluno, já que para solicitar o visto de estudo, é obrigatório incluir no formulário essa numeração, que poderá ser encontrada na carta de aceitação do curso, no site da instituição escolhida ou através do site oficial do governo canadense. (http://www.cic.gc.ca/english/study/study-institutions-list.asp)

– VANTAGENS

Os cursos vocacionais oferecem a oportunidade do aluno poder estudar em sua área de atuação e obter experiência de trabalhar no exterior, auxiliando em suas despesas e podendo colocar em prática todas as teorias, habilidades e conhecimentos profissionais desenvolvidos e adquiridos durante o período acadêmico do programa no mercado de trabalho canadense e, até mesmo no mercado doméstico após o seu regresso.

Os professores e instrutores desses cursos são extremamente qualificados e possuem ampla experiência de campo no setor, o que dá a eles as ferramentas e condições necessárias para oferecer aos alunos a melhor experiência educacional, além de toda a atenção individual que merecem, á partir de todo esse conhecimento e habilidades do mundo real.

Ainda que o estudo seja direcionado a uma área específica, os novos programas possibilitam ao aluno ter uma vivencia internacional, adquirir fluência no idioma de maneira mais rápida e efetiva, além da oportunidade de uma total imersão na cultura do país e um melhor entendimento da cultura global. Eles também oferecem a chance do aluno adquirir novas habilidades e uma maior capacidade para se comunicar e pensar em um novo idioma e em um novo contexto.

Durante o período de estudos, o aluno terá permissão legal de trabalhar por até 20 horas semanais, fora do campus. Se o programa incluir a opção de estágio/Co-op, será permitido trabalhar legalmente, após o término do curso, pelo mesmo volume de horas que tiver estudado + 20 horas semanais de direito do visto, totalizando 40 horas semanais.
A duração do período de trabalho não necessariamente é a mesma do período de estudos, fique atento à descrição de cada curso.
Pelo termo ‘’Co-op”, entende-se que o curso possui um elemento de estágio como parte integrante do programa, sendo o mesmo obrigatório para a conclusão do curso. O Co-op é oferecido pela escola, e não pelo governo canadense, sendo realizado após a conclusão do curso, no caso dos cursos vocacionais.

– PRÉ-REQUISITOS – CAREER COLLEGE

➔ Idade mínima – 18 anos
➔ Ensino Médio completo
➔ Nível de Inglês intermediário
➔ Disponibilidade para permanência mínima de 6 meses no Canadá
➔ Poderão ser solicitados documentos extras para efetuar a matrícula no curso, como: histórico escolar (em inglês ou não), currículo (em inglês), carta de apresentação (em inglês) e carta de intenção (em inglês).

O aluno deverá se submeter aqui no Brasil a um teste de inglês online oferecido por cada escola, bem como a uma rápida entrevista por telefone ou Skype (10-15 minutos), que normalmente é feita pelo coordenador acadêmico ou professor do curso.

Para que o aluno possa se matricular no curso escolhido, deverá primeiro ser aprovado nessa avaliação, havendo a necessidade de refazer os testes no 1º dia de aula, para fins de comprovação dos resultados obtidos. No caso do aluno não atingir a pontuação mínima necessária, a escola se reserva o direito de não permitir que o mesmo inicie o curso, até que atinja o nível de fluência requerido.

Caso o aluno não possua o nível suficiente, poderá estudar inglês em uma escola de idiomas até atingir a pontuação necessária para ser admitido no curso de sua escolha.

É válido mencionar, que ele poderá trabalhar apenas quando iniciar o curso vocacional, não será permitido trabalhar durante o período em que estiver estudando inglês.

OPÇÕES DE CURSOS E ÁREAS DE ATUAÇÃO

work

Canadá Destino desenvolveu parcerias com os principais Career Colleges do país, o que nos permite oferecer aos nossos clientes uma ampla variedade de opções de cursos, em diversas áreas de atuação:

➔ Administração
➔ Comércio Internacional
➔ Comunicação e Liderança
➔ Direito Empresarial
➔ Finanças e Contabilidade
➔ Marketing
➔ Economia
➔ Recursos Humanos
➔ Análise Estratégica e Comportamento Organizacional
➔ Turismo, Hospitalidade e Hotelaria
➔ Serviços
➔ Design
➔ Mídias Sociais
➔ Engenharia
➔ Tecnologia da Informação
➔ Gestão de Projetos
➔ Entre outros

– O TRABALHO

job

O aluno é responsável por procurar pelo próprio emprego enquanto estiver estudando. Nesse período, é permitido trabalhar em qualquer área que desejar. Há diversas vagas disponíveis no mercado e normalmente os alunos tem sucesso em obter emprego nas áreas de Serviços, Turismo, Hotelaria e Hospitalidade.

COLOCAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO

job2

As escolas oferecem toda orientação e auxílio necessário ao aluno de como e onde procurar vagas, como formatar um currículo, como se portar nas entrevistas e abordam diversos temas como aspectos culturais, bem como as particularidades do mercado canadense, através de palestras e workshops.

Ao iniciar a etapa do estágio, as escolas são responsáveis pela colocação do aluno no mercado de trabalho, dentro da área de atuação do curso escolhido, em um estágio remunerado ou não-remunerado.
Se for da vontade do aluno, ele poderá arrumar um emprego por conta própria. É importante ter em mente de que o trabalho deverá ser obrigatoriamente vinculado à área do curso escolhido e que o mesmo precisará passar pela aprovação da escola, que irá averiguar com seu supervisor quais são os seus horários de trabalho e quais suas atividades diárias, à fim de apurar se o trabalho realizado está de acordo com a área de estudos do curso.
Essa é uma exigência do órgão de educação canadense que fiscaliza constantemente os programas e não uma imposição feita pelas próprias escolas. Na verdade, se formos parar para analisar, o programa funciona de maneira bastante similar ao que ocorre aqui no Brasil, já que para que o aluno possa se formar é exigido pela maioria dos cursos que o mesmo realize um estágio na área, com a devida supervisão da faculdade ou universidade.